fbpx
Trabalhe Conosco
Imagem Destacada

Conheça a família Enterobacteriaceae e os riscos para os sistemas de água hospitalares

A Enterobacteriaceae é formada por uma diversidade de bactérias Gram negativas, com formato bacilar que abrange diversos gêneros. Esses microrganismos são amplamente encontrados na natureza, como no solo, nas plantas, na água, no trato gastrointestinal de animais e humanos. 

Essas bactérias também podem colonizar os sistemas de água prediais. O grande problema é que  a família Enterobacteriaceae corresponde a 90% dos Gram-negativos de importância médica e podem causar infecções hospitalares. 

No artigo desta semana, vamos falar sobre: 

  • os problemas de infecção hospitalar e a família Enterobacteriaceae; 
  • os locais e reservatórios de desenvolvimento de Enterobacteriaceae resistentes a antibióticos e;
  • como realizar a prevenção e controle das bactérias da família Enterobacteriaceae nos sistemas de água.

A família Enterobacteriaceae e os problemas de infecção hospitalar

Alguns gêneros e espécies como: Escherichia coli, Klebsiella penumoniae e Enterobacter spp. são reconhecidas como importantes agentes etiológicos de infecções hospitalares, responsáveis por cerca de 70% das infecções do trato urinário (ITU) e 50% dos casos de sepse .

Um estudo realizado em hospitais americanos no período de 2009 a 2010 pela Rede Nacional de Segurança de Saúde (NHSN), do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) mostrou que cinco gêneros de Enterobacteriaceae estavam entre os 10 microrganismos mais frequentemente isolados de infecções hospitalares. A Escherichia coli foi o terceiro mais isolado (11,5%), Klebsiella spp. foi o sexto (8%), Enterobacter spp. encontrava-se em oitavo lugar (4,7%), seguido de Proteus spp. (2,5%).

A família Enterobacteriaceae e a resistência a Antibióticos: 

Como as Enterobacteriaceae são uma causa comum de doenças em estabelecimentos de saúde, elas são particularmente importantes no contexto da resistência aos antibióticos.

A família Enterobacteriaceae se desenvolveu ao longo do tempo e tem uma capacidade inata de proliferar, desenvolvendo resistência aos produtos químicos antimicrobianos, tornando o antibacteriano existente ineficaz e emergindo como resistente ao carbapenem, um antibiótico de última linha. 

Locais e reservatórios de desenvolvimento de Enterobacteriaceae resistentes a antibióticos: 

Infecções por Enterobacteriacae resistentes podem surgir naturalmente de bactérias encontradas no trato intestinal de uma pessoa saudável, bem como no solo, água, esgoto, plantas entre outros locais. Nos sistemas de água prediais os biofilmes contidos em pias, lavatórios, torneiras, ralos, chuveiros, piscinas, banheiras de hidromassagem, bebedouros, tubos de diálise entre outros locais são importantes reservatórios ou fontes de infecção em instituições de saúde.

Como realizar a prevenção e controle das bactérias da família Enterobacteriaceae nos sistemas de água? 

Para a prevenção e controle de bactérias da família Enterobacteriaceae nos sistemas de água o ideal é que o hospital realize um programa de gerenciamento de água, como o programa água segura para hospitais da Microambiental, com o intuito de identificar tanto os principais pontos críticos no sistema quanto as ações corretivas que podem minimizar o crescimento e a disseminação desses microrganismos. 

Abaixo listamos algumas medidas para ajudar no monitoramento da qualidade da água para hospitais:

  • Realizar periodicamente análises de água. As análises são o primeiro passo para medidas corretivas e garantem que a água é segura para consumo. Desse modo, recomendamos a realização de um cronograma com análises mensais considerando pontos onde a água fica estagnada ou áreas com uso infrequente, bem como a suscetibilidade dos ocupantes aos riscos de exposição. 
  • Utilizar sistemas inteligentes de dosagem de cloro que apresentam leitores que medem constantemente  a concentração de cloro livre na água e assim mandam comandos para as bombas iniciarem ou interromperem a dosagem de cloro. Esses sistemas são os mais adequados para o setor de saúde que precisam do ajuste mais fino dessas concentrações. 
  • Realize a  limpeza de caixa d’água e higienização de reservatórios na periodicidade recomendada para remover partículas e incrustações nas superfícies internas dos reservatórios. 

    Como vimos, os biofilmes são importantes reservatórios ou fontes de infecção em instituições de saúde. Por isso, é importante optar por empresas que utilizam tecnologias que removam os biofilmes durante o processo de limpeza de caixa d’água e higienização de reservatórios. Para isso, pergunte se o método aplicado retira as incrustações inorgânicas metálicas e a matriz polimérica extracelular do biofilme ou apenas utiliza o cloro como agente sanitizante no processo.
  • Os biofilmes também podem se instalar nos pontos de consumo, desse modo, é importante realizar a limpeza e desinfecção de torneiras, bebedouros, cabeças de chuveiros entre outros pontos de consumo regularmente para evitar o acúmulo de resíduos como matéria orgânica, calcário, minerais e remediar a formação de Biofilmes. 

A MICROAMBIENTAL POSSUI O PROGRAMA ÁGUA SEGURA QUE ATENDE AS NECESSIDADES DO SEU HOSPITAL

A Microambiental é uma empresa com mais de 20 anos de experiência em controle microbiológico. Dispomos de soluções completas para identificar, combater e monitorar o desenvolvimento de biofilmes. A partir da combinação de serviços complementares, a Microambiental consegue montar programas que garantem a saúde dos sistemas de água.





POSTS RELACIONADOS

Precisa de ajuda? Converse Conosco