fbpx
Trabalhe Conosco
Imagem Destacada

Análise de bactérias coliformes na água: por que fazer?

Com o verão aumenta-se a preocupação em monitorar a ocorrência de bactérias do grupo coliforme na água, uma vez que o aumento de temperatura favorece o desenvolvimento dessas bactérias. O grupo Coliformes é dividido em Coliformes totais e termotolerantes ou fecais. São os indicadores de contaminação mais utilizados para verificar a qualidade sanitária da água, e um dos parâmetros estabelecidos pela Portaria de Consolidação Nº 5, Anexo XX.

No artigo dessa semana vamos falar um pouco sobre: 

  • o que são as bactérias coliformes;
  • a importância de realizar as análises de água para seu monitoramento; 
  • os limites estabelecidos pela Portaria de Consolidação Nº 5 e; 
  • o que fazer se seu laudo apresentar inconformidade para o grupo coliforme. 

O que são bactérias coliformes?

Geralmente, existem duas categorias de bactérias coliformes que são encontradas na água: coliformes totais e termotolerantes. Os coliformes totais são encontrados naturalmente no meio ambiente como no solo, na água e nos dejetos humanos ou de animais. A presença de coliformes totais, por si só, não implica que a água esteja comprometida, mas pode indicar a presença de bactérias potencialmente patogênicas. Atualmente denominados de termotolerantes, os coliformes fecais são o grupo dos coliformes totais que estão presentes especificamente no intestino e nas fezes de animais de sangue quente e são considerados uma indicação mais precisa de contaminação fecal de animais e humanos.

A bactéria Escherichia coli (E. coli) é a principal espécie do grupo dos coliformes termotolerantes e é considerada o melhor indicador de poluição fecal.

Qual a importância de realizar análises de bactérias coliformes na água?

Meio de cultura seletivo para detecção de Escherichia coli.

As análises de água para coliformes são muito importantes para monitorar a qualidade das águas de poços artesianos, que é muito variável, uma vez que as águas subterrâneas que abastecem nossos poços se deslocam por um longo caminho através de rochas e solos e assim podem sofrer contaminação fecal durante seu percurso. 

No caso da água potável, ajudam a validar as possíveis oscilações da qualidade da água entregue pela concessionária de distribuição responsável. A presença de bactérias do grupo Coliforme em água potável é um indicador que o tratamento da água foi realizada de maneira inadequada ou problemas em manter a concentração adequada de cloro residual livre na água. 

Leia mais clicando neste link.

Quais limites a Portaria de Consolidação Nº 5, de 2017, estabelece para o grupo coliforme? 

A água potável deve apresentar ausência de Coliformes termotolerantes ou Escherichia coli em 100 ml de amostra e ausência de bactéria do grupo coliformes totais em 100 ml.

O que fazer se o resultado apresentar presença de coliformes na água?

Caso a confirmação de coliformes na água se consolide, procure o auxílio de um especialista para investigar mais a fundo o que pode estar causando a contaminação. O ideal seria a realização de análises de água em pontos estratégicos. Abaixo seguem algumas medidas que podem auxiliar:

Análise de Água potável: 

  • Verifique se o teor de cloro residual livre na água está maior ou igual a 0,2 mg/L em todos os pontos de consumo. Caso a concentração estiver menor, verifique o sistema de cloração ou entre em contato com um especialista para fazer o ajuste do cloro residual livre; 
  • Se confirmado a presença de coliformes nas amostras retiradas da entrada do cavalete, entre em contato com a concessionária de distribuição responsável.

Análise de Água proveniente de poços artesianos:

  • Verifique se os sistemas de  filtração e cloração de água do seu poço artesiano estãoá funcionando adequadamente; 
  • Investigue se água superficial ou outras fontes de contaminação não estão entrando em seu poço;  
  • Inspecione a construção do seu poço artesiano, para averiguar se não são  necessários reparos ou modificações em sua infra-estrutura;

Tanto no caso da água potável quanto na água proveniente de poços artesianos é importante verificar se a limpeza de caixa d’água e higienização de reservatórios foi realizada na periodicidade recomendada. 

Com o tempo, pode ocorrer a deposição de partículas e incrustações nas superfícies internas dos reservatórios. Esses particulados e incrustações favorecem o desenvolvimento de biofilmes. 

Os biofilmes são comunidades de microrganismos envoltas por substâncias, principalmente açúcares, produzidas pelas próprias bactérias,  que conferem proteção a esses microrganismos. Uma das espécies bacterianas que podem formar o biofilme é a Escherichia coli.

O grande problema é que essas comunidades têm maior resistência a biocidas como o cloro, por isso  é importante optar por empresas que utilizam tecnologias que removam os biofilmes.

Para isso, pergunte se o método aplicado retira as incrustações inorgânicas metálicas e a matriz polimérica extracelular do biofilme ou apenas utiliza o cloro como agente sanitizante no processo.

A MICROAMBIENTAL POSSUI SERVIÇOS DE ANÁLISES MICROBIOLÓGICAS DE ÁGUA QUE ATENDEM AS NECESSIDADES DA SUA EMPRESA

A Microambiental é uma empresa com mais de 20 anos de experiência em controle microbiológico em água e ambiente. Dispomos de soluções completas para identificar, combater e monitorar o desenvolvimento de biofilmes.  Além disso, contamos com uma equipe de atendimento técnico que presta assessoria aos clientes na resolução de não conformidades nas análises.





POSTS RELACIONADOS

Precisa de ajuda? Converse Conosco