fbpx
Trabalhe Conosco
Imagem Destacada

Mas o que é a Legionella?

Como falamos anteriormente no nosso post “Como os Biofilmes Influenciam na qualidade da sua água”, o biofilme tem a capacidade de albergar tanto bactérias patogênicas quando potencialmente patogênicas (oportunistas). Entre as bactérias oportunistas, vamos falar essa semana sobre uma que tem sido um grande problema em sistemas de água para consumo humano: a Legionella.

Mas o que é a Legionella? 

o que é a Legionella?

Placa de Petri com meio específico para crescimento de Legionella

O gênero Legionella é composto por bactérias Gram-negativas, amplamente encontradas em ambientes aquáticos tais como rios, lagos, reservatórios, caixas d’água, piscinas, fontes decorativas, chuveiros, banheiras entre outros locais.

Quais problemas a Legionella representa a saúde? 

O gênero Legionella faz parte de um grupo de bactérias as quais denominamos “oportunistas”, ou seja, que podem provocar doenças a pessoas que possuem alguma deficiência momentânea ou crônica em seu sistema imune. Pessoas idosas, recém nascidos, doentes crônicos e pessoas com problemas respiratórios estão entre o maior grupo de risco.

Dentre as doenças documentadas por este gênero, há a Febre Pontiac que apresenta sintomas similares aos da gripe e uma pneumonia que pode ser leve ou grave podendo levar a pessoa ao óbito.

  • Curiosidade: A legionelose só foi reconhecida em 1976, por conta de um surto de pneumonia durante da convenção “American Legion” em um hotel da Filadélfia. O ar condicionado central do hotel estava contaminado pela bactéria Legionella pneumophila. A infeção causada pela bactéria provocou 34 mortes e pneumonias graves em 221 participantes.

Principais vias de contaminação:

Legionella é transmitida principalmente pela inalação de gotículas de água suspensas no ar. Deste modo, a presença dessas bactérias se torna altamente preocupante em locais de alta circulação, como hospitais, hotéis e shoppings.

o que é a Legionella?

Imagem adaptada – https://www.cdc.gov/legionella

De maneira geral a maioria dos casos da doença é relacionado a Legionella pneumophila, mas outras espécies de Legionella também podem causar doenças.

Como evitar as contaminações causadas por Legionella?

Evitar as contaminações por Legionella é um problema complexo. Isso se dá por esta ser uma bactéria bastante resistente e possuir diversos mecanismos que lhe conferem proteção tais como:

  • A capacidade de se associar com outros microrganismos (especialmente protozoários);
  • Viver no interior de biofilmes onde a ação dos biocidas é mais reduzida.

Apesar dessas particularidades podemos diminuir substancialmente as contaminações por Legionella com três ações:

  • Dosagem de Biocida (cloração): A concentração de solução biocida adequada nos sistemas de água ajuda a diminuir a presença de Legionella de vida livre.
  • Limpeza de Caixas d’água e Reservatórios: Realizar Limpezas de Caixas d’água e Reservatórios periódicas com tecnologias que realmente removam os Biofilmes ajuda a remover substancialmente as células bacterianas de Legionella ali albergadas.
  • Análises de água: A realização periódica de análises de água é uma ferramenta importantíssima, pois ajuda a verificar a presença das células bacterianas de Legionella de vida livre.  As análises de água são o ponto inicial para a tomada de ações corretivas.

Importante: As contaminações por Legionella são muito sérias. Outros países, como por exemplo EUA, possuem legislação e normas técnicas muito rígidas para minimizar o seu risco. Estes países elaboram “Programas de Gerenciamento de Água” que analisam todos os possíveis pontos de contaminação por Legionella, medidas preventivas e corretivas.

A Legionella no Brasil:   

No Brasil tivemos um caso emblemático de Legionella, no qual o Ex-Ministro Sérgio Motta teria falecido por conta de complicações pulmonares, depois de ter contraído a bactéria. De maneira geral, o governo relacionou este caso apenas a sistemas de ar condicionado sem manutenção e publicou a Portaria 3.523 de 28/08/1998 com finalidade de regulamentar a manutenção adequada dos sistemas de ar condicionado no país.

Entretanto, a grande problemática é que as bactérias do gênero Legionella não estão apenas relacionadas a sistemas de ar condicionado e sim a qualquer sistema de água, sendo que existem outras possíveis fontes de contaminação como fontes decorativas, umidificadores, chuveiros, máquinas de lava-jato, torres de resfriamento, entre outros.

Ressaltamos que, apesar da ausência de legislações, é muito importante minimizar o risco de contaminação por Legionella em sistemas de água. Recomendamos principalmente que grandes edificações (como hospitais, hotéis e shoppings) implementem medidas para o controle desta bactéria em sistemas de água,  como a dosagem de biocida, limpeza de caixas d’água e reservatórios,  análises de água e programas de gerenciamento de riscos contribuindo, desta forma, para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Se você ainda tiver dúvida sobre Legionella, não hesite em enviar um e-mail para: marketing@microambiental.com.br

Precisando realizar a sua higienização e limpeza de caixa d’água semestral? A Microambiental, a partir de tecnologias inovadoras e de ponta, realiza a limpeza de caixas d’água e higienização de reservatórios de forma rápida e eficiente.  A nossa tecnologia garante a retirada do Biofilme e não compromete o revestimento do seu reservatório.





POSTS RELACIONADOS

Precisa de ajuda? Converse Conosco