fbpx
Trabalhe Conosco
Imagem Destacada

A doença dos legionários, a febre de Pontiac e como preveni-las.

Tanto a doença dos legionários, ou legionelose, como a febre de Pontiac são causadas pela bactéria Legionella e acometem, principalmente, indivíduos com deficiência momentânea ou crônica no sistema imune.

A seguir, daremos detalhes sobre esses grupos de risco e as diferenças entre as duas enfermidades. Além disso, vamos discutir como gerenciar os sistemas de água para consumo humano de modo a evitar a contaminação e propagação da Legionella.

Quem faz parte do grupo de risco das infecções por Legionella?

Em geral, pessoas saudáveis são imunes às doenças causadas pela bactéria. No entanto, fazem parte dos grupos de risco:

  • Idosos e recém nascidos;
  • Pacientes com doenças crônicas – principalmente doenças pulmonares como enfisema ou obstrução crônica;
  • Fumantes ou ex-fumantes;
  • Imunodeprimidos, entre eles pacientes com câncer, diabetes, insuficiência renal ou AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida);
  • Pessoas que tomam medicamentos que enfraquecem seu sistema imunológico.

Quais são as principais diferenças entre a doença dos legionários e a febre de Pontiac?

Apesar de causadas pela mesma bactéria, a Legionella, as duas doenças possuem características distintas, conforme apresenta a tabela abaixo:

Tabela apresentando as principais diferenças entre a doença dos legionários e a febre de Pontiac. Fonte: Material adaptado do Centro de Controle e Prevenção de Doenças.
Fonte: Material adaptado do Centro de Controle e Prevenção de Doenças.1

IMPORTANTE: Ressaltamos que as infecções causadas pelas bactérias do gênero Legionella são muito sérias. Segundo dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC)2, estima-se que cerca de 1 em cada 10 pessoas com a doença dos legionários podem chegar a óbito devido a complicações decorrentes da doença. No caso de pessoas hospitalizadas, cerca de 1 em cada 4 podem morrer por conta da doença.

Quais são os locais mais propícios para a proliferação da Legionella?

A Legionella ocorre principalmente em locais com grande circulação de pessoas – como hospitais, hotéis, shoppings e condomínios – quando não há medidas de controle adequadas. Frequentemente, o foco da bactéria nestes ambientes está em chuveiros, fontes decorativas e torres de resfriamento.

Como prevenir as infecções causadas pela Legionella

Idealmente, grandes estruturas como as acima mencionadas deveriam ter um programa de gerenciamento de água específico para controle de Legionella. No entanto, há algumas medidas que podem ser tomadas de imediato para limitar seu crescimento e a propagação:

  • Realizar análises de água nos principais pontos críticos do sistema para verificar a presença de células bacterianas de Legionella de vida livre. Essas análises são o ponto inicial para a tomada de ações corretivas;
  • Fazer a correta Higienização de Reservatórios e Limpeza de Caixas d’Água de modo a remover os biofilmes que servem de alimento e habitat para essa e outras bactérias;
  • Fazer a dosagem correta de biocida (cloração), pois a concentração ideal da solução vai ajudar a diminuir a presença de Legionella de vida livre, que são as bactérias não contidas nos Biofilmes;
  • Limpar e desinfectar regularmente a cabeça de chuveiros para evitar o acúmulo de resíduos – como matéria orgânica, calcário e outros minerais – que contribuem para a formação dos biofilmes;

IMPORTANTE: A remoção dos biofilmes nos sistemas de água é fundamental para se combater a Legionella. No entanto, estas são estruturas poliméricas resistentes a agentes sanitizantes, o que torna ineficaz a aplicação de cloro somente. Por isso, certifique-se de que a empresa contratada possui a tecnologia adequada para realizar o procedimento.

A Microambiental possui tecnologia exclusiva para remoção de biofilmes.

O serviço de limpeza de reservatórios e caixa d’água da Microambiental é reconhecidamente eficaz, pois utiliza produto e método exclusivos que removem com facilidade as incrustações inorgânicas metálicas e a matriz polimérica extracelular do biofilme. Esse procedimento dispensa o uso do hidrojateamento de alta pressão, esfregões, escovas e buchas, o que torna a operação mais rápida e garante a integridade do revestimento interno do reservatório.

Links para as matérias-fonte deste artigo:

1 – https://www.cdc.gov/legionella/clinicians/clinical-features.html

2 – https://www.cdc.gov/legionella/about/diagnosis.html





POSTS RELACIONADOS

Precisa de ajuda? Converse Conosco