fbpx
Imagem Destacada

O risco de Legionella em torres de resfriamento durante a pandemia

A desocupação de prédios comerciais por conta da pandemia fez com que a água dos sistemas prediais permanece estagnada, favorecendo o proliferação de microrganismos, como a Legionella. Com esse cenário, são necessárias medidas de higiene adicionais para garantir a segurança da água utilizada em torres de resfriamento.

Neste artigo, vamos falar do problema da Legionella por conta da água estagnada em torres de resfriamento, e de algumas medidas de higienização para diminuir o risco da transmissão desta bactéria na reabertura das empresas.

Por que precisamos tomar cuidados com as torres de resfriamento no período de reabertura?

As torres de resfriamento costumam fazer parte do sistema centralizado de refrigeração de ar para edifícios e processos industriais. As suas estruturas contêm água e ventiladores para remover o calor do ar. Pensando nisso, torres de resfriamento sem manutenção e sem utilização configuram um ótimo ambiente para o desenvolvimento de biofilmes, os quais podem albergar a bactéria Legionella.

Se contaminados, os ventiladores de rejeição de calor nas torres de resfriamento espalham essas bactérias por suas gotículas de água (aerossóis), que se inaladas por pessoas do grupo de risco como idosos, recém nascidos, doentes crônicos e pessoas com problemas respiratórios podem provocar infecções sérias, culminando na ocorrência de pneumonias (doença dos legionários).

IMPORTANTE: Lembramos que o  problema da Legionella tem um agravamento por conta da desocupação dos prédios durante o período de pandemia. A água parada por longos períodos tem uma rápida redução dos níveis ​​de cloro residual livre e o acúmulo de matéria orgânica nos fundos dos reservatórios,  tubulações entre outros locais favorecendo o desenvolvimento de biofilmes e consequentemente da  Legionella.

Que medidas realizar em torres de resfriamento, antes de reabrir, visando diminuir o risco de transmissão de Legionella?

Seguindo as orientações da nova NBR 16824 para a prevenção de – Legionella e de órgãos internacionais, recomendamos  as  seguintes medidas de sanitização antes de reabrir: 

  • Cloração: Se as torres de resfriamento estiverem fora de operação por até um mês, isole os ventiladores, mas permita a circulação de água tratada com a concentração adequada de cloro livre no sistema por pelo menos uma hora por semana;
  • Higienização de torres de resfriamento: Se as torres de resfriamento estiverem fora de operação por mais de um mês, drene os sistemas e realize a higienização com profissionais especializados em remoção de biofilmes antes de retornar à operação;
  • Análise de água: Após realizar a cloração e/ ou higienização do sistema, realizar análises de Legionella nos principais pontos críticos (Chiller, tabuleiro inferior da torre de arrefecimento e circuito de retorno da água de arrefecimento).  As análises são parte essenciais para sabermos se as medidas de controle foram efetivas e caso necessário, estabelecer ações corretivas antes da reabertura;

Que medidas realizar em torres de resfriamento após a sua reabertura para diminuir o risco de Legionella

  • Assim que o sistema entrar em operação, deve-se garantir que o programa de tratamento de água seja iniciado imediatamente, visando o controle de incrustação, o controle microbiológico, impedir a deposição de matéria orgânica e a ocorrência de corrosão; 
  • Realizar um plano de amostragem, contemplando pontos críticos do sistema, isto é, que, pela falta de higiene, possam favorecer o desenvolvimento e dispersão de Legionella;

IMPORTANTE: A NBR 16824 – Legionella exige um plano de Avaliação de Risco de Legionella por um profissional habilitado com conhecimento do processo APPCC e que conheça os riscos associados a Legionella, além de funcionários, fornecedores (que podem ser laboratórios de análise de água ou empresas de tratamento de água), consultores ou a combinação desses.

Ressaltamos que diante do cenário atual, nunca foi tão importante garantir altos padrões de higiene e divulgamos essas medidas de higienização com o  intuito de auxiliar os proprietários a garantir que seus edifícios estejam seguros para quando os seus colaboradores e clientes retornarem. 

Conheça a tecnologia de limpeza de torres de resfriamento da Microambiental,  realizados em todas as superfícies das torres que incluem colmeia e bacia garantindo a retirada do Biofilme do sistema.  

SE VOCÊ AINDA TIVER DÚVIDA, ENTRE EM CONTATO CONOSCO ATRAVÉS DO EMAIL MARKETING@MICROAMBIENTAL.COM.BR. NOSSOS ESPECIALISTAS TERÃO O PRAZER DE AJUDÁ-LOS.

A Microambiental, a partir de tecnologias inovadoras e de ponta, realiza a limpeza de caixas d’água e higienização de reservatórios de forma rápida e eficiente. Nossa tecnologia garante a retirada do biofilme e não compromete o revestimento do seu reservatório.

LINKS PARA OS ARTIGOS FONTE DESSE POST:





POSTS RELACIONADOS

Copyright 2016 Microambiental | Desenvolvido por Lamattina Marketing Digital

Precisa de ajuda?
Converse Conosco