shoppingsOs shoppings centers recebem diariamente milhares de pessoas, que utilizam os estabelecimentos para fazer compras, para lazer ou a procura de serviços. Sabe-se que ambientes com elevada concentração de pessoas estão mais suscetíveis à ocorrência de contaminações de ordem microbiológica, uma vez que se tratam de ambientes fechados e com alta exposição. Recém-nascidos, doentes crônicos, idosos são ainda mais vulneráveis nesses ambientes.

Em um Shopping Center, os locais mais suscetíveis a contaminações são banheiros, praças de alimentação, sistemas de reservação e distribuição de água, bebedouros, sistemas de ar condicionado, torres de resfriamento, entre outros.

O consumo de alimentos fora do lar cresceu significativamente nos últimos anos no Brasil e os Shoppings representam alternativas de Serviços de Alimentação. A falta de higiene no ambiente da praça de alimentação e nas lojas fornecedoras pode contribuir para contaminar os alimentos e causar doenças em seus consumidores (Staphylococcus aureus, Escherichia coli,
Salmonela typhi, Shigella spp, Listeria ssp, Streptococcus ssp e vírus da hepatite). Por isso, os lojistas em conjunto com a administração do shopping devem fazer diversos controles de qualidade, seguindo as orientações da RDC 216.

O controle de qualidade da água fornecida no shopping é um deles. A água também pode ser um veículo de transmissão de doenças. Por isso, o shopping deve certificar-se que a água atende aos padrões dePotabilidade e para isso deve realizar a Limpeza de Caixas d’ Água a cada 6 meses e realizar Análises de Água mensalmente. Vale lembrar que também deve-se realizar pelo menos a cada 6 meses a Higienização dos Bebedouros.

Os sistemas de ar condicionado também podem ser fontes de contaminação. Torres de Resfriamento e sistemas de distribuição do ar mal cuidados podem contribuir para a formação de Biofilmes, os quais podem albergar bactérias Legionella.  A transmissão de Legionella ocorre pela inalação de gotículas, que pode provocar quadros de infecção respiratória. Apesar de não existir no Brasil legislação que regule o controle dessas bactérias, é importante que os Shoppings realizam higienizações constantes em seus sistemas de ar condicionado.