Para nós, o que define uma água mais saudável?

Nós da Microambiental entendemos o quanto a água de boa qualidade é importante na qualidade de vida das pessoas, e por isso, trabalhamos por uma água mais saudável. Mas o que seria uma água mais saudável?

1. Livre de microrganismos patogênicos

Diversas bactérias podem estar presentes na nossa água de consumo, isso ocorre de maneira natural pois estes microrganismos estão em todos os ambientes. Alguns fatores como a presença de matéria orgânica e temperatura podem colaborar para o crescimento desses microrganismos prejudicando a qualidade da nossa água de consumo.

Para termos uma água livre de microrganismos precisamos cumprir três pilares essenciais:

  • A limpeza semestral de caixas d’água e reservatórios – Vai retirar toda a matéria orgânica (que serve de alimento para as bactérias) e remover o Biofilme das superfícies dos reservatórios e caixas d’água.
  • Manutenção da Concentração de Cloro – O Cloro é um agente bactericida, mas é muito volátil e precisa de manutenção em grandes edifícios para controlar as bactérias livres na água e a formação de biofilmes.
  • Análises de água – Para nos certificarmos que água está dentro dos parâmetros ideias de consumo e livres de microrganismos.

2. Reduzida em produtos químicos

Por conta de alterações da qualidade da água dos mananciais ou problemas nos sistemas públicos de abastecimento de água potável temos uma grande oscilação nas concentrações de cloro que chegam para o consumidor.

O excesso de Cloro colabora para formação subprodutos nocivos à saúde como Cloraminas, que estimula alergias e Trihalometanos, um agente cancerígeno. Portanto para termos uma água mais saudável precisamos utilizar a concentração adequada de Cloro na água. Para isso é necessário a utilização de sistemas inteligentes que permitem o ajuste automático em suas concentrações e evitar seu excesso.

3. Cristalina, sem cheiro e sem gosto

Por fatores químicos, físicos e microbiológicos, a água pode apresentar gosto e odor desagradável. O controle de cor, turbidez e cloro proporciona uma água límpida e mais agradável de se consumir.

Siga a gente no Facebook, LinkedIn, Instagram e não perca nenhuma novidade!

Agora, toda semana, a gente vai postar em nossas Redes Sociais o conteúdo do Blog para que você não perca nenhuma novidade.

Imagem Destacada

Para nós, o que define uma água mais saudável?

Nós da Microambiental entendemos o quanto a água de boa qualidade é importante na qualidade de vida das pessoas, e por isso, trabalhamos por uma água mais saudável. Mas o que seria uma água mais saudável?

1. Livre de microrganismos patogênicos

Diversas bactérias podem estar presentes na nossa água de consumo, isso ocorre de maneira natural pois estes microrganismos estão em todos os ambientes. Alguns fatores como a presença de matéria orgânica e temperatura podem colaborar para o crescimento desses microrganismos prejudicando a qualidade da nossa água de consumo.

Para termos uma água livre de microrganismos precisamos cumprir três pilares essenciais:

  • A limpeza semestral de caixas d’água e reservatórios – Vai retirar toda a matéria orgânica (que serve de alimento para as bactérias) e remover o Biofilme das superfícies dos reservatórios e caixas d’água.
  • Manutenção da Concentração de Cloro – O Cloro é um agente bactericida, mas é muito volátil e precisa de manutenção em grandes edifícios para controlar as bactérias livres na água e a formação de biofilmes.
  • Análises de água – Para nos certificarmos que água está dentro dos parâmetros ideias de consumo e livres de microrganismos.

2. Reduzida em produtos químicos

Por conta de alterações da qualidade da água dos mananciais ou problemas nos sistemas públicos de abastecimento de água potável temos uma grande oscilação nas concentrações de cloro que chegam para o consumidor.

O excesso de Cloro colabora para formação subprodutos nocivos à saúde como Cloraminas, que estimula alergias e Trihalometanos, um agente cancerígeno. Portanto para termos uma água mais saudável precisamos utilizar a concentração adequada de Cloro na água. Para isso é necessário a utilização de sistemas inteligentes que permitem o ajuste automático em suas concentrações e evitar seu excesso.

3. Cristalina, sem cheiro e sem gosto

Por fatores químicos, físicos e microbiológicos, a água pode apresentar gosto e odor desagradável. O controle de cor, turbidez e cloro proporciona uma água límpida e mais agradável de se consumir.





POSTS RELACIOANDOS

Copyright 2016 Microambiental | Desenvolvido por Lamattina Marketing Digital

Precisa de ajuda?
Converse Conosco