História

1985: A Microbiotécnica Análises de Alimentos é criada por Roberto Thomé e alguns sócios para prestar serviços de análise microbiológica e consultoria no controle de qualidade de alimentos em cozinhas industriais e em empresas do setor alimentício.

1987: Observando oportunidades no mercado, Roberto Thomé e seus sócios criam a Microbiotécnica Controle de Pragas para agregar valor aos seus serviços na área de alimentos. A empresa atuava principalmente na área industrial e profissional.

A empresa desenvolveu-se rapidamente fornecendo serviços baseados nos conceitos do Manejo Integrado de Pragas e, com seis anos de existência, já era líder de mercado em faturamento e em número de clientes.

1992: A Microbiotécnica Ambiental é criada na Vila Olímpia, São Paulo, para atuar no mercado de análises ambientais, principalmente, na área industrial e profissional.

2001: A Microbiotécnica Controle de Pragas é vendida para a multinacional Ecolab e Roberto permanece por três anos na compradora como Diretor de Pest Elimination. Na mesma época, Roberto vende sua participação na Microbiotécnica Alimentos para os outros sócios.

2002: Roberto observa potencial no mercado ambiental e decide investir na Microbiotécnica Ambiental. A empresa muda o nome para Microambiental.

2003: A sede da Microambiental muda para o bairro de Santo Antônio em São Caetano do Sul.
Como as concorrentes estavam à frente da Microambiental no nível tecnológico e estrutural na área de análises ambientais, Roberto decidiu destinar seus esforços para o desenvolvimento dos serviços de higienização de reservatórios, em que poderia obter mais diferenciais competitivos.

Para isso, passou a buscar em empresas europeias e americanas novas tecnologias de higienização e conhecimento para o combate aos biofilmes. A partir do material e conhecimento adquirido criou a tecnologia e metodologia de higienização que utilizamos até hoje.

2011: O laboratório da Microambiental conquista a acreditação NBR ISO/IEC 17025 do INMETRO para análises de água.

2012: O laboratório da Microambiental conquista a acreditação do CDC (Center for Disease Control and Prevention), órgão de Vigilância Sanitária dos Estados Unidos, para análise de Legionella.

2013: A Microambiental foi finalista no Estado de São Paulo para o prêmio MPE Brasil na categoria Serviços para Saúde. O MPE Brasil é uma parceria entre Sebrae e FNQ (Fundação Nacional da Qualidade), na qual pequenas e médias empresas são avaliadas em diversos quesitos de gestão.

orcamentos4